Pintura de aluna do EF-9 é prestigiada pelo Programa Semente

Trabalhar os sentimentos é algo profundo e, muitas vezes, complicado, mas através das artes isso pode ser facilitado, como é o caso da aluna Luiza Bacchin Nolli, do EF-9M3, que por meio da pintura, conseguiu transmitir de modo impactante o que veio sentindo com o isolamento social. 

“Eu tenho muita dificuldade em falar, então uso a arte para expressar meus sentimentos, como um válvula de escape, por isso descobrir que o meu desenho foi escolhido para representar o projeto Semente me deixou muito feliz!”, declarou a aluna.

Segundo Daniella Lacerda, professora do Projeto Semente, com o agravamento da pandemia do COVID-19 e o começo da quarentena, as conversas com os alunos em torno das emoções vivenciadas se intensificaram, principalmente durante as aulas sobre resiliência. A partir de então, foi orientado que eles expusessem suas emoções da forma que eles se sentissem mais confortáveis e seguros.

O desenho feito por Luiza foi tão bem recebido pela equipe do Projeto Semente que foi escolhido para representar a face do programa trabalhado com os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II. Como são abordados temas como a intensidade das emoções, resiliência, empatia, entre outros, a pintura da aluna se mostrou intensamente significativa em relação aos momentos que estamos vivendo, segundo relatos da professora do Projeto Semente.

“Foi muito inesperado, porque eu fiz esse desenho em um momento de tristeza em que eu estava sentindo muita saudade de tudo. A pandemia foi algo que atingiu muito a gente, em todos os sentidos e, por termos parado a nossa vida, pudemos refletir sobre tudo. É uma confusão enorme e as pessoas se sentem muito sufocadas e sobrecarregadas com escola, trabalho, etc. Por isso eu decidi colocar no papel um momento em que eu não estava muito bem.”, explicou Luiza.

Conheça o colégio rio branco. Venha nos visitar!

Desde 1863, nossa filosofia preza pela tradição, incorporando modernidade e inovação, com uma metodologia de ensino que forma verdadeiros cidadãos. O resultado? Alunos muito mais capacitados para a vida, que têm orgulho de aprender.

Últimas do RB Informa