Linha do Tempo

1863

Fundação da associação de imigrantes alemães (Stiftung des Vereins der Deutschen Freiwilligen – Sociedade de Alemães Voluntários). Meses depois, aconteceu a criação da “Deutsche Schule – und Leserverein” – Sociedade Alemã de Instrução e Leitura – que se tornaria responsável pelo funcionamento da Deutsche Schule (Escola Alemã). Destacamos, aqui, a participação do Sr. Anton Exel, vereador e reconhecido membro da sociedade campineira na época, como um de seus principais fundadores.

A escola começou com dificuldades, sobretudo na contratação de professores, que vinham da Alemanha. Funcionava com quatro classes de aula, do primeiro ao quarto ano do antigo primário, sendo o sistema de instrução todo baseado no ensino alemão e nessa língua ministrado.

1891

O jovem pastor luterano Johann Jacob Zink, formado na Casa das Missões de Brasiléia, deu início a formação da comunidade luterana de Campinas e assumiu o cargo de professor substituto na Escola Alemã.

1892

O jovem pastor luterano Johann Jacob Zink, formado na Casa das Missões de Brasiléia, deu início a formação da comunidade luterana de Campinas e assumiu o cargo de professor substituto na Escola Alemã.

1901

Funcionamento da Sociedade em prédio próprio, situado à Rua Visconde do Rio Branco, número 90, no Centro de Campinas. Em 1918, o pastor Johann Jacob Zink faleceu, deixando seu segundo filho, Carlos Cristóvão Zink, na direção da escola.

1931

União da Escola Alemã e Nova Escola Alemã, e surgimento da Deutsche Schule (Escola Alemã), que passa a funcionar na Rua Visconde do Rio Branco, junto à Sociedade Alemã de Instrução e Leitura. Na direção, mantém-se o Prof. Carlos Cristóvão Zink. Mais tarde, a instituição viria a se chamar Escola Rio Branco.

1938

Após a lei nº 383 de 18/04/1938, decretada na era Vargas, define-se que a Sociedade de Instrução e Leitura fosse considerada brasileira.

1962

Por problemas de saúde, Carlos Cristóvão Zink designa seu filho, Ernesto Manoel Zink, para o cargo de diretor da então Escola Rio Branco. Com sua chegada, foi introduzido o Ginásio na Escola Rio Branco. Foi o responsável pelas comemorações do centenário da Escola Rio Branco, em 1963.

1971

Reforma no ensino divide disciplinas em núcleos: comum (obrigatório nacionalmente) e diversificado. Com isso, novos professores foram contratados, muitos deles antigos alunos do Rio Branco.

1973

Devido ao reconhecimento e à alta demanda de alunos, escolheu-se a região de Barão Geraldo para expandir a área do colégio.

1975

Início das aulas no novo prédio do Colégio Rio Branco Campinas no distrito de Barão Geraldo.

1993

A escola passou por algumas modificações, como por exemplo, a mudança da carga horária, que permitiu a inclusão de matérias novas no currículo, bem como o aumento do número de aulas em matérias básicas. Além disso, houve também a melhoria e o aumento da carga horária de Inglês e de Alemão. Até a última gestão na época, o colégio contou com a atuação do Sr. Heinz Jürgen Soboll, que pertenceu a Sociedade de Instrução e Leitura por 30 anos, fazendo parte da diretoria nos últimos 20 anos e tornando-se, diante de sua brilhante atuação, um dos grandes nomes da história do colégio.

Nos anos seguintes, grandes eventos passaram a ganhar destaque em toda a cidade, como a Festa Junina, Caminhada Saudável (que comemora o aniversário do colégio), as Olimpíadas Esportivas, a Feira Científico-Cultural, o Fórum de Profissões e a Festa Alemã, mais recente evento, que promove o resgate das tradições culturais que fazem parte da história do colégio.

2015

Início do RB+, programa educacional que visa ampliar a formação já oferecida pela escola, atendendo às demandas de um novo contexto de sociedade e de mundo. Além disso, o ano também foi marcado pelo começo da parceria pioneira em Campinas com o Google for Education, que possibilita a realização de atividades integradas e colaborativas, processos acadêmicos e administrativos, tudo interligado e disponível em nuvem, com espaço ilimitado, acessível de qualquer dispositivo em qualquer lugar do mundo. Com isso, fortalece-se a proposta do colégio de incentivar cada vez mais o estudo dentro e fora do ambiente escolar e, principalmente, educar o aluno a lidar com a tecnologia de maneira consciente e voltada à aprendizagem.

Logos Rio Branco

Conheça o colégio rio branco. Venha nos visitar!

Desde 1863, nossa filosofia preza pela tradição, incorporando modernidade e inovação, com uma metodologia de ensino que forma verdadeiros cidadãos. O resultado? Alunos muito mais capacitados para a vida, que têm orgulho de aprender.

Últimas do RB Informa

Caminhada Saudável

Para estar em perfeita sintonia com sua comunidade e celebrar 156 anos de sua fundação, o Colégio Rio Campinas promoverá, no dia 1...

Leia Mais