RB Informa

6º ano faz estudo do meio em Salto e Barra Bonita

Já tradicional no cronograma pedagógico do Ensino Fundamental II, o estudo do meio do 6º ano para as cidades de Salto e Barra Bonita aconteceu no dia 12 de agosto, com orientação dos professores Mirian Martinez, de Ciências, e Donizete Praxedes da Rosa, de Geografia. A atividade é continuidade do projeto que envolve as duas disciplinas e se iniciou no primeiro semestre, com o estudo do Ribeirão das Pedras. “Com esse trabalho, eles ampliam os conhecimentos do que é imediato e está perto de nós (Ribeirão) com o que é mais amplo (bacia do Tietê), porém faz parte de um ciclo totalmente interligado: o Ribeirão cai no rio Atibaia, que é afluente da bacia do Tietê”, conta Mirian.

Durante a viagem, os alunos puderam ver de perto trechos do rio Tietê e como eles são diferentes em cada cidade. Em Salto, a água é poluída, contendo inclusive quantidades visíveis de espuma; já em Barra Bonita, o rio apresenta boa qualidade para navegação e prática esportiva, além da possibilidade de pesca. “Nesse ponto, explicamos o fenômeno natural que denominamos de autorrecuperação do rio, que acontece espontaneamente durante seu trajeto. Mas também indagamos: o que podemos fazer para ajudar ainda mais esse processo?”, diz a professora.

Ainda em Ciências, foram explicados os conceitos de funcionamento de uma eclusa, o princípio dos vasos comunicantes e a tensão superficial dos rios, que ocasiona a má qualidade das águas. Já em Geografia, os conceitos vistos pelos alunos foram a importância do rio Tietê para o estado de São Paulo, o funcionamento da hidrelétrica de Barra Bonita, os impactos ambientais dessa hidrelétrica e o desenvolvimento das cidades ao redor do rio. Apesar de concentrar os estudos nessas duas disciplinas, Mirian e Donizete afirmam que o projeto é multidisciplinar com a participação também das disciplinas de Português, Matemática e História, pois também incluem conceitos de vazão de água, coesão e estrutura de textos, e a história do nosso estado, por exemplo.

Para registrar o conteúdo aprendido no estudo do meio, os alunos utilizarão o Apresentações Google para mostrar em sala o resultado do trabalho. Segundo a professora Mirian, o ponto que mais chamou a atenção deles nessa visita foi a parada em Salto. “A eclusa costumava ser o momento mais impactante da viagem, mas esse ano, por conta da ocorrência das espumas proveniente de esgoto no rio em Salto, essa parte da viagem também foi marcante”.
Esse é o principal aspecto da importância dos estudos do meio para a formação dos alunos: comprovar com os próprios olhos tudo o que é citado em sala de aula. “A vivência dos estudos do meio é significativa, poder aplicar a teoria que se aprende em aula é uma oportunidade ímpar que o Rio Branco oferece. Esse estudo, em particular, é um dos que os alunos jamais se esquecem”, conclui Mirian.

Cursos

Venha
nos visitar

Desde 1863, nossa filosofia preserva e respeita a história de nossos antepassados, incorporando inovação e modernidade, com o objetivo de formar cidadãos críticos e conscientes de suas responsabilidades

Últimas

Notícias

OBA 2022: confira a lista de medalhistas

Mais uma vez, os alunos do Colégio Rio Branco Campinas apresentaram excelente desempenho na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Além dos certificados de participação, 25 dos nossos…

LEIA MAIS