RB Informa

Lá vem o circo! Vivências e muito estudo encantam alunos do Infantil II

Você não acha encantadora a arte circense? Todas aquelas roupas diferentes, as brincadeiras dos palhaços e as incríveis habilidades dos malabaristas cativam qualquer espectador! Mas, para os alunos da Educação Infantil, essa arte é capaz de ir além, para eles a experiência do circo ultrapassou as folhas de papel do livro “Lá vem o circo”, da autora Nye Ribeiro. O palhaço, o trapezista e o malabarista criaram vida e se tornaram reais em sala de aula.

As professoras do infantil buscaram estimular, trazendo para a sala de aula a temática do circo, a curiosidade, a autoconfiança, a coletividade e principalmente a expressão corporal e oral das crianças. Para isso, foi adotado o livro “Lá vem o circo” em que Nye Ribeiro, a autora, explora os encantos dos artistas e, de maneira lúdica, marca um pedacinho do espetáculo na memória de cada leitor.

Para desenvolver o estudo com as crianças, nós apresentamos como as famílias de circo vivem, contamos um pouco sobre como era o circo antigamente (?)e sobre as atividades de cada artista, a fim de chegarmos na concepção geral a ser vivenciada pelas crianças. O mais gratificante de todo o trabalho é a associação feita por eles do artista com a proposta de atividade que tiveram em sala de aula, por exemplo, associar a atividade de pintura no balanço com o exercício feito pelo trapezista”, explica a professora Mariana Darbello.

Vivências essas das mais diversas! Procurando explorar de maneira interativa e diversa as principais atividades de alguns artistas circenses, as professoras trouxeram para dentro e fora da sala de aula atividades que estimulassem as crianças a se desafiarem, entre elas a pintura no balanço, o malabarismo de chapéus, a automaquiagem, a perna de pau e o pé de lata.

“Brincar de perna de pau foi uma vivência em que as crianças tiveram a oportunidade de praticar uma “arte circense” que não está inserida em nossa cultura. Quando contei que iríamos andar de “perna de pau”, na aula de Educação Física, juntamente com o professor Juliano, todos vibraram e demonstraram muita empolgação. É claro que, no decorrer da atividade, algumas crianças sentiram uma certa insegurança na prática, mas foi só ver os colegas praticarem a atividade que, aqueles que demonstraram um certo receio, se encorajaram a participar e a tornar a atividade prazerosa e significativa”, comentou a professora Barbara de Macedo.

Como forma de enriquecer o trabalho feito em sala de aula, decidiu-se incorporar as vivências dos alunos também nas demais disciplinas. As aulas de educação física trouxeram o malabarismos e o equilíbrio, as aulas de inglês abordaram a temática e as aulas de música trabalharam a música “Piruetas”, de Chico Buarque”, explicaram as professoras Fernanda Material e Liliana Berti.

O estudo não parou por aí. Para comparar o espetáculo descrito no livro com os tipos de espetáculos existentes atualmente, as docentes fizeram uso dos cardboards para transportar as crianças ao mágico mundo do Cirque du Soleil e mostrar como a tecnologia se tornou um dos principais auxiliares para esse tipo de apresentação. Depois de tudo isso, o estudo sobre o circo não seria o mesmo se não fosse finalizado com duas atrações inesquecíveis: a visita de Nye Ribeiro e o show do Circo Burg.

Para encantar os olhinhos daqueles que nunca imaginavam poder encontrar a autora do livro que estavam estudando, no dia 08 de maio, Nye Ribeiro veio ao Colégio para uma tarde calorosa com os alunos. Entre olhares encantados e muitas perguntas, Nye respondeu perguntas sobre sua vida pessoal, sobre suas obras e principalmente sobre qual sua parte predileta do livro “Lá vem o circo”. Além de poderem conhecer um pouco sobre a vida da autora, os alunos tiveram o prazer de ouvirem a leitura de um poema dela e levaram para casa uma dedicatória especial em seus livros.

Para fechar com chave de ouro, o Circo Burg fez a alegria da criançada. A sexta-feira do dia 11 de maio trouxe a toda a Educação Infantil uma atração única, executado pelos ex-alunos Ivens Burg, Guga Cacilhas e Joana Piza, o circo familiar Burg animou alunos, professores e funcionários! A apresentação contou com palhaços, show de mágica, danças e até homens das cavernas fazendo bagunça por todo o espaço/colégio.

“A iniciativa de trazer o picadeiro para as crianças é extremamente válida, porque hoje em dia a referência do circo está se perdendo, em um mundo onde temos como referência o Cirque du Soleil, uma obra de extrema virtuose, o circo familiar, o circo mais próximo das pessoas, desenvolvido através de gerações está se desfazendo, a maioria das crianças não conhece, então, vir e dar essa referência a elas é muito importante”, comentou Ivens.

E, em clima de festa, com oficinas de malabares, bambolê e equilíbrio, os alunos do Infantil II concluíram seus estudos acompanhados dos artistas da família Burg.

Cursos

Venha
nos visitar

Desde 1863, nossa filosofia preserva e respeita a história de nossos antepassados, incorporando inovação e modernidade, com o objetivo de formar cidadãos críticos e conscientes de suas responsabilidades

Últimas

Notícias

OBA 2022: confira a lista de medalhistas

Mais uma vez, os alunos do Colégio Rio Branco Campinas apresentaram excelente desempenho na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Além dos certificados de participação, 25 dos nossos…

LEIA MAIS