RB Informa

Repensar: diálogos sobre a avaliação no século XXI

As recentes mudanças no contexto educacional brasileiro e como os desafios da escola envolvem professores e pais foram os temas que permearam o bate-papo descontraído realizado no sábado, 02 de setembro, durante o primeiro encontro do projeto Repensar: “Uma escola em transformação: diálogos sobre a avaliação no século XXI”.

Na oportunidade, os professores Gustavo Ricciardi e Lucas Oda apresentaram um panorama evolutivo da educação, tanto do contexto escolar quanto do extraclasse, e trouxeram à tona pontos cruciais que permeiam o dia a dia dos profissionais da educação: o que ensinar, como ensinar e  como avaliar de maneira eficiente o aprendizado de cada aluno.

“Mais do que capacitar para o mercado, nós queremos formar seres humanos, cidadãos. E temos um desafio prático, porque eles vão encarar os processos seletivos e precisam se preparar para o mercado de trabalho”, comentou Gustavo.

O desafio apresentado tem sido o de acoplar, além do exame formal, outros exercícios, conhecidos como atividades processuais, que auxiliam no desenvolvimento de outras competências dos alunos, tais quais a capacidade de assumir a liderança, a habilidade cognitiva, a clareza na solução de problemas e a consciência de valores. “Como ajudamos os alunos a trabalhar em equipe e como avaliamos esses alunos? Momentos de conflitos são férteis, porque hoje não se avalia somente a competência técnica, mas sim as habilidades e capacidades de apresentar soluções”, explica Gustavo.

Além disso, como esclarece o docente Lucas, é necessário levar em conta que os grandes exames, apesar de ainda serem trabalhados sob aspectos conservadores, estão lentamente mudando sua fórmula em busca de cidadãos que dominem a expressão de si, a compreensão do outro e que tenham a capacidade de extrapolar as questões práticas da vida para algo abstrato, como uma teoria ou tese.

Por fim, dentre todos os pontos debatidos sobre as mudanças na educação do século XXI, os educadores elencaram como primordial a parceria entre pais e professores. “Ter uma parceria entre pais e professores é fundamental, assim, podemos nos inteirar com a escola, com os professores, com as novidades… Eu estou percebendo essa evolução das crianças e sinto que a escola, trazendo os pais para esse tipo de conversa, nos auxilia a saber como lidar também com os filhos em casa”, complementou Luciene Giordano, mãe de alunos do Ensino Fundamental II.

Cursos

Venha
nos visitar

Desde 1863, nossa filosofia preserva e respeita a história de nossos antepassados, incorporando inovação e modernidade, com o objetivo de formar cidadãos críticos e conscientes de suas responsabilidades

Últimas

Comunicados

Programa “Monitora Campinas”

Prezadas famílias, O Colégio Rio Branco Campinas iniciou uma parceria com a Prefeitura Municipal de Campinas e, a partir de agora, passa a integrar, de forma colaborativa, o programa “Monitora Campinas”….

LEIA MAIS