RB Informa

Alunos discutem sobre segurança na internet

No dia 29 de março, a advogada especialista em Direito Digital, Patrícia Peck Pinheiro, esteve no Colégio Rio Branco Campinas para discutir com os alunos sobre segurança na internet. As palestras foram divididas em dois momentos: inicialmente para alunos de 4º a 8º ano e, posteriormente para os alunos de 9º ao 3º ano do Ensino Médio, com leves mudanças de abordagens de acordo com o público-alvo. “A internet é uma ‘rua aberta’ onde podemos encontrar de tudo, por isso a importância da reflexão sobre esse assunto. Será que, por exemplo, todos podem ver o mesmo conteúdo, independente da idade e maturidade?”, indaga Patrícia.

Para o primeiro público, os temas envolviam os dilemas éticos, como a idade mínima para o uso da tecnologia, termos de uso de cada aplicativo e rede social, como se cadastrar da maneira adequada nas redes e como minimizar os riscos aos quais crianças e adolescentes estão expostos na internet, por exemplo. “A tecnologia não é perigosa, é o jeito com que a usamos que a torna um risco em potencial – por isso a supervisão de adultos deve ser constante”, frisa a advogada.

Já para alunos do 9º ano ao 3º ano do Ensino Médio, o bate-papo enfocou as consequências das ações que eles tomam hoje nas redes sociais e as possíveis marcas que elas podem deixar na reputação de cada um, a dependência tecnológica que a sociedade atual está sujeita e as oportunidades de empreendedorismo que a plataforma digital oferece aos jovens, além de estimular conversas entre as famílias sobre etiqueta digital e como se proteger na web.

Patrícia trouxe exemplos de casos de má ou irresponsável conduta na internet e mídias sociais para demonstrar os perigos que rondam a web, aproveitando para alertar os alunos sobre como proceder diante de cada situação. A doutora também pincelou sobre as premissas e particularidades da Lei do Bullying e Cyberbullying, que está em vigor desde 2016.

Laura Zagari Castro é aluna do 8º ano B e diz que a internet é tema frequente em casa com toda a família. “Sou usuária assídua da internet e já sofri consequências por ter feito mau uso das redes. Após esse episódio, mudei meu comportamento, meus pais sempre sabem o que estou fazendo e tento melhorar nesse aspecto constantemente”, revela a adolescente.

Com a massiva presença da tecnologia no dia a dia, é de extrema importância saber os limites e até onde podemos ir em cada situação. Essa é a opinião de Felipe dos Santos Sestari, do 1º ano A. “Eu não uso tanto a tecnologia como meus colegas, mas se um dia algum conhecido precisar de ajuda nessa questão, eu ficaria muito grato em poder ajudá-lo, após os conhecimentos absorvidos nessa palestra”, comenta.

As alunas Marina de Aquino Nogueira, do 6º ano B e Nina Razza Rodrigues, do 4º E, assistiram à palestra e saíram refletindo sobre os pontos tocados pela doutora. “É importante sabermos sobre o uso correto dos aplicativos e redes sociais, porque eles podem ser bem perigosos. A Patrícia me alertou bastante sobre a questão de expor nossa casa e, com isso, acabei desistindo de instalar uns aplicativos no meu celular”, revela Marina. Nina embasa a colega: “Achei a conversa muito boa, ela explicou tudo direitinho pra gente. É um conhecimento que vai valer para a vida inteira”.

Giovana Polis Scavariello, do 3º ano A, alega que ela e seus colegas sabem da maioria dos riscos que essa nova realidade digital acarreta, principalmente pela constante exposição de situações que envolvem o mau uso da tecnologia. A estudante citou casos de pessoas que foram expostas na internet, profissionais que perderam o emprego por conta de comportamento inadequado nas redes sociais, entre outros. “Achei muito válida a iniciativa da escola em trazer a Patrícia, porque é sempre importante reforçar esse aspecto: a internet, apesar de ser uma ferramenta que ajuda a expandir nossos horizontes, também pode ser bem cruel e intrusiva. Eu penso inúmeras vezes antes de publicar ou, até mesmo, curtir algo nas redes, porque a repercussão que uma palavra fora de contexto pode ter é assustadora”, denota a adolescente.

Cursos

Venha
nos visitar

Desde 1863, nossa filosofia preserva e respeita a história de nossos antepassados, incorporando inovação e modernidade, com o objetivo de formar cidadãos críticos e conscientes de suas responsabilidades

Últimas

Comunicados

Programa “Monitora Campinas”

Prezadas famílias, O Colégio Rio Branco Campinas iniciou uma parceria com a Prefeitura Municipal de Campinas e, a partir de agora, passa a integrar, de forma colaborativa, o programa “Monitora Campinas”….

LEIA MAIS