RB Informa

Ressignificando os espaços da EI

A ideia surgiu durante um planejamento pedagógico entre coordenação, orientação educacional e professoras da Educação Infantil, e hoje pode ser vista no pátio e outros corredores do segmento. Inaugurado com a exposição sobre a Turma da Mônica, de Maurício de Sousa, o projeto de ocupação dos espaços vazios do prédio do Infantil do Colégio Rio Branco Campinas começou há pouco tempo, mas já é um sucesso entre crianças e adultos. “A ideia é que o espaço sempre traga algo novo, onde a criança possa interagir com ele de uma maneira diferente da feita em sala de aula”, afirma a orientadora educacional Millena Bonomi.

O planejamento começou com o convite para que as professoras substitutas ajudassem com a elaboração dessas ocupações, mostrando as necessidades que alguns espaços do Infantil têm e o que poderia ser feito para melhorá-los. Ela conta que, além de estimular os alunos, esses locais devem incentivar as professoras substitutas a elaborar ideias fora da proposta curricular das turmas para serem expostas. “É uma prática muito comum nas escolas europeias, o espaço como um educador deve se modificar o tempo todo e conversar com as crianças, professores, familiares e funcionários. É algo para repensarmos nossa prática de uso desses espaços, e as professoras substitutas chegaram cheias de ideias, abraçaram o projeto e estão super envolvidas a melhorá-lo cada vez mais”, diz Millena.

Alice De Piero Joanilho, Bruna Degrecci, Juliana Trabuco de Campos,Tainá Mattos Arcanjo, Samantha Lemes Gomes e Claudia Campanaro foram as responsáveis pela mudança nos ambientes do prédio da Educação Infantil do colégio. Tainá comenta que, logo nas primeiras reuniões pedagógicas, foi sugerido iniciar o projeto pela literatura, e assim surgiu a homenagem a Maurício de Sousa. “A questão das histórias e suas autorias são muito importantes no Rio Branco, e nada mais justo do que retribuir a importância de um autor tão renomado no universo infantil com esse nosso gesto. Os alunos gostam muito da Turma da Mônica e estão em frequente contato com gibis”, explica a professora substituta.

O primeiro espaço trabalhado pelas pedagogas foi o pátio. “Queríamos algo que fosse acessível para a criança manusear e que ocupasse o espaço livre sem precisar de supervisão constante aos alunos. Os gibis estão dispostos em sacolinhas, os alunos podem ler quando quiserem, e ainda aprender algumas curiosidades sobre os personagens durante o caminho”, explica a professora Juliana. Outra atividade organizada foi a exibição de episódios da Turma da Mônica na televisão na entrada do prédio, que contou com a presença animada de alguns pais. “Tanto as crianças quanto os pais ficaram surpresos com esse trabalho, paravam para ler as informações, olhar os gibis, e hoje os alunos estão conduzindo os familiares pela exposição, contando o que aprenderam com muito entusiasmo”, comenta Tainá.

A colega Samantha, que trabalha nas salas do Maternal, diz que os seus alunos demonstram um cuidado enorme com o espaço agora modificado, preocupando-se com a conservação dos objetos e a interação dos outros alunos com as atividades. “Eles tratam o Maurício de Sousa como se fosse um amigo, referenciam os personagens como filhos do autor, é muito engraçado. Uma mãe perguntou que turma havia feito esses trabalhos, então expliquei que era um projeto especial das professoras substitutas, e ela ficou muito empolgada, elogiou bastante e perguntou se ele teria continuidade, como seriam os próximos trabalhos”, revela.

Repletas de ideias e criatividade para os próximos projetos, as professoras substitutas reiteram que o espaço pode mudar de acordo com a receptividade das crianças para o tema exposto, e os familiares dos alunos estão sempre convidados a conhecerem as intervenções que serão feitas esporadicamente por todo o prédio. “O projeto foi um sucesso, não imaginávamos a repercussão desse trabalho entre as crianças e os pais, estamos muito felizes com esse resultado inicial e motivadas para concretizar os próximos trabalhos”, celebra Juliana.

Cursos

Venha
nos visitar

Desde 1863, nossa filosofia preserva e respeita a história de nossos antepassados, incorporando inovação e modernidade, com o objetivo de formar cidadãos críticos e conscientes de suas responsabilidades

Últimas

Notícias

OBA 2022: confira a lista de medalhistas

Mais uma vez, os alunos do Colégio Rio Branco Campinas apresentaram excelente desempenho na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Além dos certificados de participação, 25 dos nossos…

LEIA MAIS